Órgãos genitais do menino: Fimose e Criptorquidia



Se seu filho, tem algum problema de má formação do aparelho genital, ele pode sofrer de criptorquidia.A criptorquidia, indica a ausência de um ou de ambos os testículos no escroto, mas geralmente afeta o testículo direito.A criptorquidia é  mais freqüente em bebês prematuros (trinta por cento).Mas tenha calma mamãe, os testículos do seu bebê devem descer nas seis primeiras semanas de vida, ou até o terceiro mês, somente no caso de prematuros, é que a normalização pode ocorrer mais tarde.

Se seu filho sofre desse problema, é importante que se o observe sempre, principalmente na fase da escola e da adolescência,  para saber se o testículo já desceu, e, para que a criança esteja preparada no caso de ser necessário se despir, por exemplo, numa aula de natação, colônia de férias ou creches…

É importante conversar com os professores ou responsáveis, nesses casos, para que não haja constrangimentos para a criança.

Fimose

É recomendável que se faça massagem no pipi do bebê, puxando a pele que envolve o pipi para baixo durante a higiene ou durante o banho.Esse procedimento deverá evitar que ocorra o que chamamos de Fimose.A Fimose acontece, quando a pele do pipi envolve a glande, impedindo que a glande apareça  dificultando a passagem do xixi.Nos casos não complicados, aguarda-se até ao redor dos 7 – 10 anos de idade para que se recorra a cirurgia.

Em alguns casos o descolamento da pele acontece naturalmente.Até os 5 – 6 anos o menino realiza sua identificação sexual, chamada Fase Fálica, portanto o menino já entende a necessidade da cirurgia, e não corre o risco de achar que foi cortado um pedaço do seu pipi.Este cuidado evitará que a criança passe por um trauma que consequentemente poderá se tornar  um transtorno psicológico conhecido como “Síndrome da Castração”.

Não se recomenda a intervenção cirúrgica na fase da adolescência, devido às ereções mais freqüêntes, que tornam o pós-operatório mais doloroso e aumentam o risco das complicações pós operatórias.

 

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *