Criança de um ano de idade foi internada com overdose de cocaina




Um menino de 1 ano e 3 meses foi internado por overdose de cocaína no Hospital e Pronto Socorro de Várzea Grande, em Mato Grosso.

De acordo com informações da polícia, a vítima teria comido pasta-base de cocaína encontrada em cima da cama da mãe, às 10h deste sábado (14).

Segundo a Secretaria de Saúde de Várzea Grande, o bebê passou por uma lavagem estomacal para a retirada de possíveis resíduos da droga do organismo da criança.

De acordo com o diretor do Pronto Socorro de Várzea Grande, João Botelho, o bebê está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade hospitalar e o estado de saúde é considerado estável, mas sem alta prvista do hospital.

A mãe tem apenas 17 anos de idade é viciada em drogas, e está foragida.

A criança foi socorrida pela avó, que encontrou a neta correndo pelas ruas com a criança já desmaiada, no colo.

Fonte:G1

Entende-se por overdose uma situação em que o consumo da substância é superior ao que o organismo suporta, produzindo conseqüências graves que requerem cuidados médicos e não raro podem levar à morte.

O risco de overdose por heroína ou cocaína é extremamente alto, uma vez que estas drogas provocam alterações profundas no sistema nervoso central, podendo levar à morte por depressão respiratória (heroína) ou ataque cardíaco (cocaína e crack).

Os efeitos mais comuns do uso crônico de cocaína, qualquer que seja a forma, do ponto de vista psicológico, são: depressão, ansiedade, irritabilidade, agressividade, inquietação, diminuição dos cuidados consigo mesmo, diminuição do apetite sexual; e do ponto de vista físico: insônia, diminuição do apetite, perda de peso, desnutrição e diminuição da irrigação sangüínea.

Além destes, são freqüentes os problemas neurológicos como dores de cabeça, tontura, tremores, falta de concentração, convulsão e derrame cerebral, e os problemas cardiovasculares entre os quais infarto, cardiopatia e batimento cardíaco irregular.

Segundo um estudo realizado na Grã Bretanha, crianças do interior estão mais propensas ao uso da droga, por falta de recreação e atividades educativas.

Fonte:Terra

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

One thought on “Criança de um ano de idade foi internada com overdose de cocaina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *