Home » Cuidados com o bebê » Bebês prematuros

Bebês prematuros


Há 20 anos, a medicina encontrava dificuldades para tratar bebês prematuros  com peso abaixo de 1,5 kg. Mas atualmente se obtém resultados animadores com crianças de menos de 1 kg, consideradas prematuras extremas. O diagnóstico de prematuridade é bastante delicado e pode ser constatado em vários graus de análises, o resultado se obtém conforme o estado de saúde geral que o bebê apresenta.

Bebês nascidos com 37 semanas de gestação são considerados potenciais prematuros mas, muitas vezes, estes bebês se apresentam mais fortes e saudáveis em comparação com outros nascidos no mesmo período, sendo assim, os médicos podem atestar que esses bebês são normais e eles podem ir para a casa com os pais.

Bebês prematuros

bebê prematuro

O peso do bebê é mais importante do que o período gestacional em que a mulher está no diagnóstico de prematuridade, se não houver complicações na formação dos órgãos, mas cada caso precisa ser estudado particularmente.

A atenção redobrada dos pais é muito importante e deve começar quando o bebê ainda está na barriga da mãe. O tratamento pré-natal bem feito pode diagnosticar ou controlar problemas que possam antecipar o parto, como hipertensão ou diabetes.

Estudos recentes apontam para a saúde bucal da gestante, que também seria um dos motivos do nascimento prematuro.

Como fazem os cangurus

Os bebês que nascem com peso mínimo de 1.250 gramas, são aqueles que fazem parte do grupo de inclusão. Eles devem ficar no colo da mãe ou do “pai-canguru” por um período máximo de tempo, que varia de 20 minutos a quatro horas, ou até mais.

Os pais que mantém seus bebês presos ao corpo desenvolvem o papel de uma incubadora, para que a criança tenha condições de crescer saudável.

recém-nascido, vestindo apenas uma fralda, é colocado em contato com o corpo da mãe, entre os seios, e, no caso do pai, no peito. O objetivo é criar um maior vínculo familiar, fornecendo calor e descartando o risco de uma hipotermia para o bebê.

projeto canguru

Entre outros fatores positivos do método canguru apontados pelo especialista e responsável pelo Berçário do Caism, o neonatologista Sérgio Tadeu Marba, está a recuperação dos batimentos cardíacos, a melhora na respiração e, melhora na estimulação ao aleitamento.

Os benefícios em relação aos custos também podem ser verificados, já que os bebês que utilizam as incubadoras são somente aqueles considerados de alto risco.

 

No mundo todo estima-se que nasçam  20 milhões de bebês prematuros e com baixo peso por ano. Dentre estes bebês, 1/3 morre antes de completar o primeiro ano de vida, sendo que 3% deles são beneficiados pelo projeto.

Algumas dicas ajudam as mamães com os cuidados ao bebê que é liberado do hospital

  • coloque-o para dormir em posição de decúbito lateral, ou seja, de lado, para evitar que engasgue com vômito;
  • coloque a criança no berço em uma elevação de, aproximadamente, 30º para que não aconteça refluxo;
  • nunca deite a criança em decúbito ventral, ou seja, de bruços. Esta posição está relacionada com diagnósticos de morte súbita em bebês.

Sequelas em bebês prematuros

Uma avaliação do desenvolvimento motor de bebês prematuros realizado em 2004 pela UFMG, revelou que 11% das crianças nascidas prematuras e com peso abaixo de 1,5 kg tiveram atraso evidente no desenvolvimento, diagnosticado no primeiro ano de vida.

A avaliação revelou ainda que entre as crianças, aparentemente normais, que foram acompanhadas pela equipe da universidade até os 7 anos de idade, 57% tiveram problemas de coordenação motora. Enquanto que, muitas dessas crianças apresentavam déficit de atenção e sinais de hiperatividade.

Alguns procedimentos podem ter favorecido ainda mais para a fragilidade do bebê. Foi observado que quanto mais problemas ocorrem logo após o nascimento e quanto mais tempo o bebê respira com a ajuda de aparelhos, mais vulnerável ele fica para problemas motores segundo afirmou a coordenadora do projeto, Lívia de Castro Magalhães.

Desenvolvimento dos bebê prematuros

O trabalho de desenvolvimento dos bebês prematuros é complexo. Se faz necessária uma equipe formada por terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, pediatras, neurologistas e psicólogos, para  acompanhar os bebês com menos de 1,5 kg e 34 semanas.

Elas passam por testes com o objetivo de oferecer aos terapeutas meios simples e precisos para identificar crianças que apresentam atraso motor ou transtorno do desenvolvimento da coordenação. Os itens do teste requerem movimentos das mãos, do corpo e das pernas através de brincadeiras infantis da cultura brasileira, como amarelinha e jogos com bolas.

Problemas de coordenação motora, como os observados nas crianças prematuras, afetam cerca de 6% de todas as crianças em idade escolar, sendo importante identificá-los ainda cedo para minimizar os problemas. As crianças que são acompanhadas desenvolvem a auto estima por que podem brincar e correr como as outras crianças da escola.

Movimentos e coordenação motora

sequelas em bebês prematuros

As crianças que nasceram prematuras devem ser acompanhadas por uma equipe especializada de médicos, pais e professores. Eles deverão responder a questionários simples sobre o desenvolvimento motor da criança, ressaltando eventuais dificuldades que a criança possa vir a apresentar.

Esses questionários auxiliam os especialistas a identificar problemas comparando os resultados com o de outras crianças em desenvolvimento normal nesta fase, como dificuldade em encaixar peças, quicar a bola, correr e pular.

Este acompanhamento também se faz importante para facilitar a socialização e autoestima da criança.

Evasão escolar

Sendo estas crianças acompanhadas desde cedo, pode-se evitar a evasão escolar. Muitos pais que tiveram que passar pelo transtorno de não poder contar com uma equipe especializada para dar apoio, acabou por fim preferindo retirar a criança da escola. Nem todos os professores estão preparados para lidar com crianças que apresentam baixo desenvolvimento nas salas de aula.


About Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet.Casada há 17 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Ad Plugin made by Free Wordpress Themes