Distúrbios alimentares



Os pacientes que sofrem de algum tipo de  distúrbio alimentar  apresentam sintomas típicos de tristeza e descontentamento que com o tempo passam a ser angustiantes a ponto de causar perturbações psicológicas. São sintomas difíceis de serem diagnosticados pois possuem semelhanças com a fase típica da adolescência, por isso é muito importante ficar atento aos sinais e aos sintomas de distúrbios que geralmente se tornam casos clínicos psiquiátricos graves.

Geralmente existem fatores que podem determinar o surgimento desses distúrbios, como morte na família, separação, acidente com traumas profundos entre outros. Conheça os tipos de distúrbios alimentares identificados e entenda um pouco mais sobre cada um deles:

distúrbios alimentares

Tipos de distúrbios alimentares:

Anorexia : A Anorexia é definida como o tipo de doença mais fatal já diagnosticado entre os distúrbios alimentares, pois além de ser um transtorno psiquiátrico difícil de ser tratado, a pessoa com anorexia se encontra num estado bastante debilitado. OS primeiros sinais da doença são:

  • Perda de peso excessivo;
  • Queda de cabelo;
  • Queda dos dentes;
  • Problemas hormonais;
  • Problemas cardíacos e;
  • Propensão à infecções.
Existem alguns mitos relacionados à doença, as pessoas acreditam que o Anoréxico se vê gordo no espelho, ou não sente fome, quando na realidade eles têm absoluta noção do que pode estar acontecendo, a ponto de disfarçar a magreza através de roupas mais largas e isolamento.

Bulimia : Nem sempre a pessoa que sofre de Bulimia sofrerá de Anorexia. A Bulimia jé caracterizada por episódios de vômito induzido, uso de laxantes e purgantes.Diferentemente do Anoréxico, a pessoa com Bulimia costuma comer excessivamente e logo em seguida ser acometido por um inevitável sentimento de culpa, que o faz sentir a necessidade de se livrar imediatamente do alimento ingerido. Outra forma de compensação é se submeter a longas horas de exercícios físicos.

Entre os fatores desencadeantes deste tipo de distúrbio está a necessidade de suprir uma carência que pode tanto ser afetiva como pode ser física e alimentar. Ocorre em episódios em que a pessoa sente a necessidade intensa de se proporcionar prazer, alívio, ou, compensação por praticar algum tipo de dieta rígida.

Distúrbio do Comer Compulsivo A pessoa que come compulsivamente sofre das mesmas necessidades que a pessoa com Bulimia. No momento em que  a doença age, a pessoa preocupa-se em comer até se empanturrar com alimentos tidos como “proibidos” ou a muito tempo evitados. No entanto, não sente a necessidade de induzir o vômito.

Essas pessoas apresentam obesidade que pode se tornar grave se não for tratada adequadamente.

Níveis de comportamento de pessoas com Distúrbios alimentares

  • Comportamento Alimentar: Sentem a necessidade de preencher um vazio psicológico facilmente confundido com fome.
  • Pensamento: Sentem dificuldade em identificar sinais de fome, desenvolvem depressão e descontentamento físico referente ao próprio corpo.
  • Relações Sociais: Apresentam dificuldade de relacionamento, estão sempre na defensiva e se isolam.
A dificuldade em assimilar críticas e a facilidade em acumular frustrações, podem levar essas pessoas a sofrerem dramas psicológicos intensos, capazes de debilitá-los de maneira inevitável se não forem tratados adequadamente.
Entre os mais propensos a desenvolver estes sintomas estão aquelas que quando criança foram submetidas a uma educação muito rígida e repreendedora,  super protetora, ou com ênfase em modelos de magreza.

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *