O que é o Kama Sutra




Kama é a literatura do desejo e Sutra é o discurso de uma série de aforismos.

O texto foi escrito originalmente como Vatsyayana Kamasutram (ou “Aforismos sobre o amor, de Vatsyayana”).

A tradição diz que o autor foi um estudante celibatário que viveu em Pataliputra, um importante centro de aprendizagem.

Estima-se que Mallanaga Vatsyayana tenha nascido no início do século IV. Se isso for correto Vatsyayana viveu durante o ápice da Dinastia Gupta, um perído conhecido pelas grandes contribuições para a literatura Sânscrita e para cultura Védica.

O Kama Sutra foi criado para educar e passar tradições que eram feitas de forma verbal e prática, levando em conta que naquele tempo poucas pessoas tinham habilidades para ler e escrever.

Trata – se de uma compilação de outros livros, como acreditam os historiadores, e como assume o seu próprio autor.

As ilustrações pornográficas que vemos no Kama Sutra foram feitas a partir do século 15 por pintores do período islâmico.

Ao contrário do que se pensa, o Kama Sutra não é um livro de sacanagem, é uma filosofia da sexualidade humana.

O inglês Richard Burton, adaptou a tradução em 1883, e o livro passou a ser conhecido no Ocidente, causando perplexidade à maioria das pessoas que o considerava pornográfico.

Era uma época em que se dizer a palavra “perna” diante das damas era considerado ofensivo.Tão obscenas eram, que até as pernas de mesa precisavam ser cobertas por panos.

O manual de posições sexuais circulava com suas 250 edições nessa época, contendo ainda dicas de sexo grupal, orgias, brinquedinhos, sadomasoquismo, homossexualismo, sedução, conquista, como se casar, como segurar o marido ou esposa , como lidar com prostitutas e cortesãs, e também como elas deviam lidar com seus clientes.

Longe de ser um livro religioso, seus textos sugerem a necessidade da religião, além de ensinar às mulheres a evitar mendigos , magos e budistas.

O livro conta a lenda do touro sagrado Nandi, guarda (e, ocasionalmente, montaria) do deus Shiva, de acordo com a tradição hindu.

Nandi resolveu compartilhar com os homens o que aprendeu ao ficar parado na porta do quarto de Shiva enquanto ele estava no bem-bom com a patroa, Parvati.

Vatsyayana também se declara contrário ao hedonismo e deixa claro na introdução que o kama, a realização amorosa, é só a terceira coisa mais importante na vida, dizia que sexo só para reprodução era coisa só para bicho. Além disso, defensor do autocontrole, o filósofo fala de como pessoas privadas de sexo se tornam ansiosas e irritadiças.

Antes do kama vêm a virtude espiritual (dharma) e a prosperidade (artha) – sendo que sem riqueza não há virtude.

O autor defende a monogamia, o amor consensual, a não-agressão e também o sistema de castas e a religião hindu, além de explicar as consequências que as agressões e a cobiça pela mulher do próximo podem trazer a quem pratica.

Trechos do livro.

Em suma, são apenas 64 posições expostas no livro, de maneira científica.

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

One thought on “O que é o Kama Sutra

  1. tutty gualberto says:

    Gosto dos seus temas. Você sabe escolher bem o que interessa.
    Achei esse parágrafo bastante esclarecedor: "Ao contrário do que se pensa, o Kama Sutra não é um livro de sacanagem, é uma filosofia da sexualidade humana."
    Deixa eu colocá-lo no meu blog. O texto completo com os créditos, é óbvio.
    Espero sua autorização para fazer isso.
    Abraços, Tutty Gualberto
    http://www.tuttygualberto.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *