Sexo virtual e traição




A internet abriu portas para novas concepções, numa dessas está a traição virtual.

Acontece de mulheres se sentirem profundamente magoadas quando se deparam com uma situação dessas.E não é pra menos, a internet se tornou a revolução das revistas pornográficas ou eróticas, trazendo pra realidade desejos sexuais que muitas vezes são reprimidos.

Então acontece da namorada não topar uma posição sexual mais ousada, ou o namorado sentir – se envergonhado de sugerir um desejo … e em busca de uma solução para seus problemas, eis que surge no pensamento o nome do maior guru de todos os tempos: o Google!

“É na web que está todo tipo de gente, eu posso encontrar alguém como eu!!!”

… reprimido, e tarado por sexo, ele sabe que o Google busca milhares de endereços capazes de satisfazer seus anceios.Suas opções vão de fotos eróticas a pornô, ou ainda homens e mulheres expostos na web cam.

Algumas destas novas formas de contato vêm gerando polêmica entre os casais, motivando desconfiança, e até mesmo provocando o fim de relacionamentos sólidos.

Para alguns casais, por mais que o virtual sugira apenas a fantasia, a verdade é que existe uma pessoa real do outro lado da câmera o que pode ser ofensivo para a parte que não está envolvida no momento.

Normalmente homens e mulheres têm um conceito diferente do que seja a traição. Para alguns o fato de acontecer o contato físico é a única traição real. Para outros o envolvimento afetivo é a característica mais marcante.

Mas a dúvida que fica é : Se o casal se ama, e estão felizes,( é o que se supõe quando estão juntos), por que procurar fora da relação a fantasia que o satisfaz?

A fixação de um dos componentes de um casal por sites contendo fotos pornográficas, pode fazer com que seu parceiro se sinta menosprezado e excluído, como se tivesse defeitos a serem reparados, ou ainda possa supor que não é dotado de atrativos suficientes para satisfazer o companheiro.

Talvez encarar a internet como um campo criativo para o casal, seja uma opção, ou um estímulo para que se amplie a experimentação da sexualidade, um meio através do qual os casais possam enriquecer suas vidas sexuais.

Para tal feito, muita conversa e sinceridade.

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

3 thoughts on “Sexo virtual e traição

  1. joao Assis says:

    Telminha,
    Quanto tempo hein,que bom reve-la,quanto ao texto,posso afirmar que tudo isso ainda é novo,aguardemos para ver o desenrolar dessa historia.

    Um grande abraço,amiga.

  2. Banco de ideias says:

    Talvez daqui a alguns anos quando surgirem perifericos, já existem alguns, que tornarãoo **** virtual quase (ou melhor) igual ao **** real, ai sim poderemos avaliar a verdadeira revolução trazida pela internet, talvez maior do que da máquina de lavar e da pilula.
    Claro, pipocam casos aqui e acolá de casais desfeitos pela net, que se não existise seria outro motivo qualquer que desfaria esses laços frágeis.

    Texto bem elaborado com clareza que invejo,parabés/humberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *