Home » Psicologia » Filhos e mesada

Filhos e mesada


filhos e mesada
A medida que os filhos vão amadurecendo e aprendendo a assumir responsabilidades, a mesada poderá ser incluída na educação da criança como forma de provocar a necessidade de pais e filhos negociarem.

A princípio o valor poderá ser negociado semanalmente, para que uma grande quantidade de dinheiro não se perca por má administração tão cedo, por isso é bom começar aos poucos.

Tenha em mente que a mesada será um instrumento para a educação financeira dos filhos, e aproveite para lhes ensinar a poupar, gastando com consciência, conseqüência da responsabilidade que será adquirida.

O que entra e o que não entra na mesada?

O valor e a proposta de gastos a serem cobertos, vai depender da idade e maturidade da criança, e o que estiver combinado entre elas e os pais.

Se ficar combinado que o lanche da escola estará incluso no valor da mesada, deverá ser importante que haja um “trocado”, para que seu filho possa poupar.

Desta forma, as crianças que gastam com figurinhas, cinema, acessórios, ou joguinhos de computador, deverão economizar durante a semana para ter o desejo satisfeito após alguns dias.

Quando dar um aumento?

Cedo ou tarde haverá uma cobrança por parte da criança em relação ao valor da mesada, encare como mais um passo do processo educacional financeiro.

Questione os por quês deste pedido, tente entender claramente o que seu filho propõe, a fim de ser convencido por ele a partir de uma argumentação lógica. Seu filho estará aprendendo uma habilidade que poucos adultos têm: negociar.

O aumento da mesada vai obrigar seu filho a reorganizar o orçamento.Pode ser que no primeiro mês ele passe da conta, ou então entenda que ao invés de gastar na cantina do colégio, seja mais vantajoso comprar o lanche no supermercado, além de mais saudável.Será um risco que teremos que correr…

Chamar os filhos a detalhar e justificar os itens da mesada, os ensinará a elaborar um orçamento.Mas lembre – se, isso não significa que os pais devam apoderar –se do plano de gastos, exigindo estreito cumprimento do que foi combinado.

Mudanças de planos são parte da vida e progressivamente é preciso deixar que os filhos assumam o controle por suas decisões, assumindo riscos calculados e redefinindo prioridades.

Como punir uma má conduta no uso da mesada?

Como pais e sempre preocupados que somos, muitas vezes acreditamos que deva existir uma punição para tudo, quando tratamos da educação de nossos filhos principalmente.

Mas enquanto adultos também cometemos erros, e somos punidos pelas conseqüências.Da mesma forma deve acontecer com nossos filhos quando se trata do dinheiro da mesada, ou seja, a punição, a conseqüência tratou de resolver.

Mantenha – se firme com o combinado, e acerte a mesada no dia marcado.

Se desejar dar uma gorjeta, ou tentar ajuda – los a reparar um erro, pague por serviços prestados.Ofereça a limpeza do banheiro por uma semana, ou a louça do almoço, levar o cachorro pra passear e serviços parecidos, os farão dar mais valor ao dinheiro.

Este texto foi redigido do original de Cássia D’Aquino, criadora e coordenadora do programa de Educação Financeira em várias escolas do país, e membro da Internacional Association for Children’s Social & Economics Education.


About Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet.Casada há 17 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Ad Plugin made by Free Wordpress Themes