Gravidez ectópica

gravidez ectópica



A gravidez ectópica acontece quando o bebê cresce fora da cavidade uterina, sendo que em noventa por cento dos casos, esse problema ocorre nas trompas. Esta é a segunda maior causa de morte nos Estados Unidos, mas no Brasil apenas 0,03% dos casos de gravidez ectópica são diagnosticados. A causa da gravidez ectópica não é hereditária mas sim infecciosa, a não ser que a paciente tenha nascido com má formação dos órgãos internos.Os médicos apontam infecções pélvicas,ou sexuais, endometriose, uso do Dil,hormônio, ou ainda apendicite, como causas deste tipo de gravidez. Mesmo que a gravidez ocorra dez ou mais anos após a cirurgia de apêndice, complicações na cicatrização da cirurgia poderão comprometer o bom andamento de uma gravidez.Infecções também podem comprometer a saúde das trompas.

gravidez ectópica

Como saber se estou grávida neste caso?

O teste de farmácia pode comprovar esse tipo de gravidez normalmente, mas o diagnóstico só poderá ser dado após a primeira ultra sonografia.Mais um motivo para o acompanhamento Pré Natal.

Quais são os sintomas da gravidez ectópica?

Inicialmente não há sintomas evidentes deste tipo de gravidez, mas após 5 ou 8 semanas a mulher com gravidez ectópica poderá apresentar sangramento na gravidez, dor abdominal, dor ao urinar e inflamação.

Há casos em que o sangramento ocorre de forma interna, provocando dor lombar, dor nos ombros ou dor na pélvis.Estes sintomas podem ser facilmente confundidos com uma apendicite.

Tratamento da gravidez ectópica

Esse tipo de gravidez pode se desenvolver até o décimo sexto mês, após esse período o próprio corpo poderá se encarregar de expulsar o embrião espontaneamente a partir de uma hemorragia interna, obrigando o médico a tomar procedimentos cirúrgicos.

O ideal é que a partir do Pré Natal o procedimento cirúrgico seja evitado, através de uma intervenção clínica logo que diagnosticado o problema.

Como prevenir a gravidez ectópica?

É essencial manter exames ginecológicos em dia para evitar infecções vaginais, principalmente pessoas que tomam hormônio, usam Dil, ou tiveram endometriose ou apendicite.

Evitar o fumo, que em qualquer caso é bom, mas neste especificamente pode ser um agravante para quem tem pré disposição para o problema.

Fonte: Entrevista com Dr. Júlio Augusto Jr./ Ginecologista S.P.(rede Record de TV)

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

4 thoughts on “Gravidez ectópica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *