Amamentação exclusiva pode fazer mal ao bebê



A sua avó tinha razão!Há alguns anos o Ministério da Saúde advertiu o hábito de alimentar os bebês menores de seis meses proibindo chás, sucos e frutas, caldinhos de legumes e, todo tipo de alimento ao qual seus avós expuseram seus pais ao consumo, a partir dos três meses de vida.Desde então, tentar aliviar as cólicas do bebê com menos de um dedo de medida de chá de erva doce, passou a ser praticamente um crime!

Mas,a amamentação exclusiva pode fazer mal ao bebê, é o que um levantamento feito por uma equipe inglesa comandada pelo pediatra Mary Fewtrell, do Instituto de Saúde da Criança de Londres, afirma.
Ele diz que está na hora de rever o conceito do aleitamento materno exclusivo em vista da quastionável evidência de que, o leite materno supriria todas as necessidades nutrientes do bebê.

Embora não haja dúvidas sobre os inúmeros benefícios da amamentação como, a proteção do bebê contra a dengue, contra o câncer, contra a obesidade, o diabetes, a cólera e a caxumba, o que se questiona é a demora na administração de ferro em bebês que se alimentam exclusivamente de leite materno.

Uma publicação americana também aponta para a confirmação desta mesma linha de pensamento, já que, bebês prematuros ou abaixo do peso, recebem uma suplementação com ferro,  logo após os 30 primeiros dias de vida.Profissionais americanos advertem ainda, para a possibilidade desses bebês desenvolverem uma anemia ferropriva.

O ideal seria portanto que, uma complementação com ferro seja administrada a partir do quarto mês de vida do bebê, e não aos seus seis meses de vida como se recomenda atualmente.

Assim, concluo que, instruir os pais a não abandonar a amamentação de seus bebês, ou,  não preferir uma complementação industrial por sua praticidade, sem restrições drásticas como a proibição de alimentos naturais (legumes, frutas, chá…), seria a maneira mais correta de conscientizar as pessoas a alimentar seus filhos com saúde.

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

2 thoughts on “Amamentação exclusiva pode fazer mal ao bebê

  1. da Priscila Cavalcanti says:

    A equipe inglesa desse pediatra, quem é? É isenta de qualquer interferência da indústria de alimentos para lactentes? Acho que, antes de divulgar pela Internet essa afirmativa no mínimo temerária, seria bom checar a isenção das fontes e os métodos de pesquisa.

  2. Teka says:

    Olá Priscila, a postagem é coerente e responsável, a pesquisa está de acordo com o site BBC News e, não estimula que as mães devam deixar de amamentar mas, alerta para a necessidade da administração de ferro antes dos seis meses de vida do bebê.Outros países como Suécia e EUA também perceberam que há o risco da criança sofrer anemia quando são amamentadas exclusivamente pelo leite materno.A administração de ferro não se restringe à produtos enriquecidos com o elemento como, o leite em pó ou outros, mas, sim a administração de legumes e frutas a partir dos quatro meses de vida do bebê.

    BBCNEWS: http://www.bbc.co.uk/news/health-12180052

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *