Alimentos probióticos e flora intestinal



Alimentos probióticos e flora intestinal são palavras que se casam muito bem quando o assunto é saúde. Entre os alimentos probióticos mais conhecidos está o iogurte  fonte de bactérias como os bifídios e os lactobacilos, este alimento auxilia na recuperação da flora intestinal favorecendo o equilíbrio do intestino, a diminuição da intolerância à lactose e, a diarreia. Uma dieta pós operatório a base de probióticos pode ajudar na recuperação do paciente.Acredita-se que existam mais de 500 tipos de bactérias que trabalham beneficamente nas paredes do nosso intestino, revestindo a parte interna do mesmo.Quando há algum problema intestinal, significa que esse revestimento está danificado, sendo assim, os alimentos probióticos, que contém essas bactérias e lactobacilos vivos, podem ajudar a recuperar a mucosa do intestino.

Alimentos probióticos e emagrecimento

O equilíbrio da flora intestinal também poderá auxiliar no emagrecimento. Alimentos probióticos associados à uma dieta saudável, drenagem linfática e exercícios físicos, favorecerá que se perca peso rápido e de maneira saudável. Aquela barriga tanquinho que todos desejam, surgirá perceptivelmente com o bom funcionamento do intestino, que elimina aquela aparência de estômago alto muitas vezes causada por gazes intestinais.

Alimentos probióticos contra alergias e infecções

Um estudo realizado pela Universidade americana de Yale, constatou que há um aumento das defesas imunológicas do corpo, como se o bom andamento intestinal proporcionasse maior resistência à determinadas infecções e alergias mas, embora os alimentos probióticos não tenham contra indicação observou-se risco no consumo desses alimentos em pessoas com deficiência imunológica grave e pessoas que sofriam de pancreatite.

Alimentos probióticos não têm contraindicação

Novos estudos são realizados em busca de provas mais concretas sobre as percepções dos cientistas em relação aos alimentos probióticos, alguns médicos são descrentes em relação à eficiência de tais alimentos da maneira como se apresenta, ou seja, esses alimentos não devem ser substituir medicamentos ou tratamentos médicos específicos.

Por enquanto se sabe ao certo que, a maioria dos consumidores têm se beneficiado desses alimentos ricos em várias substâncias benéficas e saudáveis e não há contraindicação sobre eles.

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *