Cirurgia Bariatrica – Obesidade morbida

cirurgia bariatrica



A cirurgia bariátrica é indicada em casos de obesidade mórbida. Pessoas que precisam ser tratadas clinicamente passam por um exame médico que irá definir o tipo de cirurgia adequada. A intenção do tratamento clínico a partir desta cirurgia,  deverá ser o emagrecimento saudável. O procedimento envolve dificultar a alimentação exagerada, causar sensação de saciedade e, dificultar a absorção de gordura e carboidratos no corpo.Conheça alguns tipos de cirurgia bariátrica recomendada para pessoas com obesidade mórbida:

  • Bypass Gástrico – O Bypass é o tipo mais comum de cirurgia de obesidade realizada no mundo. A técnica foi primeiramente aplicada no ano de 1980 e, seu procedimento constitui na “exclusão duodenal” que causa a inibição da fome da pessoa em tratamento, sem que nenhum de seus órgãos sejam retirados.Em pelo menos 7 meses, se emagrece quase a metade do peso atual. A vantagem desta cirurgia, é o aumento da produção de insulina no corpo que,  por consequência, acaba provocando a cura do Diabetes tipo 2. Já a desvantagem do Bypass, pode ser a provável deficiência de cálcio e ferro, que podem provocar osteoporose e anemia no paciente, porém, a administração de vitaminas podem reverter o problema facilmente.
  • Banda Gástrica Ajustável – A banda gástrica ajustável funciona como uma cinta inflável que, ao redor do estômago, provoca o seu estreitamento e a conseqüente dificuldade de se alimentar. Este procedimento pode ser alterado conforme a necessidade do médico e desenvolvimento do paciente. A partir de um botão que fica na parte de cima do estômago é possível ajustar a largura da cinta inflável, retirando ou injetando um líquido específico que,  determinará o tamanho da abertura gástrica por onde passam os alimentos. Este tipo de cirurgia bariátrica não sacia a fome do paciente, e ainda pode provocar a compulsão por doces e massas, já que o alimento pastoso é capaz de atravessar a abertura do estômago com mais facilidade.Outra desvantagem são os efeitos causados pela banda gástrica, como, vômitos e refluxo, mas, além disso, a banda gástrica é tida como uma prótese, ou seja, servirá para a vida toda com a possibilidade de causar problemas futuros.
  • Dissabsortivas- Este tipo de cirurgia bariátrica não impede que o paciente coma o quanto quiser, desde que se alimente apenas de proteínas como carne. Este procedimento permite que o paciente emagreça até mais que 50% do peso atual, porém, o paciente em tratamento, ao ingerir gordura, sofrerá de diarreia com forte odor, necessitará de constantes exames clínicos e futuras internações. Além dessas complicações, o paciente ainda poderá desenvolver cirrose e desnutrição.

Embora todos os tipos de cirurgia bariátrica explanados sejam eficazes contra a obesidade mórbida, é preciso que o paciente seja acompanhado por psicólogos e nutricionistas, visto que, a obesidade não é um mal que possa ser retirado durante a cirurgia, isto por quê, não se sabe qual a real causa da doença. Algumas crises psicológicas podem ser desenvolvidas pelo paciente como, expectativas não correspondidas, emagrecimento rápido demais, (a ponto do paciente não se reconhecer como ele mesmo no corpo atual) e, outros tipos de crises que podem envolver os familiares como, crises de ciúme.

Após a cirurgia bariátrica, o paciente deverá passar por uma dieta pós operatório que, deverá ser indicada pelo médico.

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *