Bulimia e Anorexia interferem na fertilidade feminina

anorexia



Estudos indicam que a Bulimia e Anorexia interferem na fertilidade feminina . Os distúrbios alimentares causam diversos problemas à nossa saúde, e um desses problemas está ligado a fertilidade feminina. As mulheres que em algum momento de suas vidas passaram por tipos de transtornos alimentares como a Anorexia e Bulimia, sofrem mais chances de não conseguirem engravidar. Elas podem levar cerca de 6 meses mais, para conseguir engravidar, enquanto que, uma mulher que passou a maior parte do tempo de sua vida de forma saudável e não possui nenhuma alteração que a impeça de engravidar, provavelmente não terá qualquer problema para conceber.

 

Esta teoria é reforçada por uma pesquisa realizada pelo Instituto de Psiquiatria do King’s College London. Entre as 11.088 mulheres entrevistadas, ficou comprovado que esses distúrbios dificultam a gravidez.

Bulimia e Anorexia sintomas

Os sintomas da Bulimia são:

  • Vômito induzido;
  • Depressão;
  • Ansiedade.

Sintomas da Anorexia

  •  Pele seca e amarelada;
  • Desnutrição;
  • Tontura;
  • Alterações hormonais;
  • Perda do apetite sexual;
  • Queda de cabelo;
  • Maior chance de ter infecções devido a falta de nutrientes no organismo;
  • Alteração na memória;
  • Amolecimento dos dentes;
  • Infertilidade.

Bulimia e Anorexia interferem na fertilidade feminina

A Anorexia e a Bulimia, desregulam a menstruação e a ovulação, provocando a sua ausência por um determinado período. Elas também provocam alteração na produção de hormônios por conta da deficiência de gordura no corpo.

Com a capacidade de menstruar e ovular comprometidas, essas mulheres podem engravidar sem se darem conta, e os riscos de aborto, e parto prematuro são grandes nesses casos. O problema é que a ausência do ciclo menstrual causa a falsa impressão de que não há ovulação, e quando a ovulação ocorre e por consequência a gravidez, elas não se dão conta, já que estão acostumadas a não menstruarem.

Ao procurar um tratamento para engravidar, é bom levar em conta o histórico de saúde da mulher, para que as devidas providências sejam tomadas com acerto.

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *