Como educar seu filho adolescente a não mentir pra você

filho adolescente



Todos nós sabemos que filhos  adolescentes mentem. Mas mesmo assim nos sentimos culpados, decepcionados e tristes, pois acreditamos que não fomos capazes de criar um ambiente confiável o suficiente para que pudessem ser completamente honestos conosco.

A boa notícia, é que esta situação pode ser contornável, e com algumas dicas podem nos ajudar a educar esses adolescentes a não mais mentir. O Dr. Jeffrey Bernstein, psicólogo e coach emocional, preparou uma lista com algumas atitudes capazes de mudar este comportamento.

Como educar seu filho adolescente a não mentir

filho adolescente

Dramas e discussões só pioram o relacionamento entre pais e filhos. 

Antes de mais nada lembre-se que assim como as crianças, os adolescentes podem ser egoístas, pois não são maduros o suficiente para entender que tais atitudes magoam as outras pessoas, então procure não levar para o lado pessoal.

Evite criticar seu filho adolescente

Não é fácil! Mas nestes casos é necessário manter a calma absoluta, se deseja realmente solucionar este  problema. Os filhos nesta fase tendem a ter uma atitude reflexiva que confirma a sua razão a partir da crítica dos pais. Eles logo dizem: ” Eu não disse! Não dá pra falar com você”! Sendo assim, evite a crítica e evitará tal reação.

O que você pode fazer é tentar demonstrar que existem outras opções além da mentira. E a verdade é uma delas. Não minta ou faça parecer como se, ao lhe revelar uma verdade, nenhuma punição não pudesse lhe ser cabida.

Haja como uma treinadora e não uma disciplinadora

Se você se coloca na posição de treinadora, rapidamente desassocia o laço afetivo, se torna mais focada, objetiva e menos emotiva. Demonstrar emoção nestas horas, criando um dramalhão, só tornará as coisas mais difíceis de serem resolvidas.

Explique como contar a verdade pode ser difícil, e que você entende que o medo de arcar com as consequências da verdade dificultam ainda mais a sua tomada de decisão. Porém, convém que a verdade seja dita para evitar a falta de confiança futura e a dificuldade no relacionamento. Afinal, um fim de semana sem vídeo game não pode ser o fim do mundo.

Evite o julgamento

Se descobrir uma mentira, não abra um julgamento, espere que a verdade saia livremente da boca de seu filho. Mesmo que este processo demore horas ou dias. Ele é quem lhe deve explicações, você não tem que correr atrás delas, deixe que ele saiba o que aconteceu, e que espera satisfações. É assim que deve ser, até que esta atitude se torne um hábito.

Uma vez  meu filho quebrou um prato na cozinha enquanto eu estava no cômodo ao lado. Ele sabia que eu estava ali, e sabia que eu tinha ouvido o prato se quebrar, mas não me disse nada, então, eu também evitei qualquer movimento. Continuei ali parada, até que ele decidiu vir até mim para me contar o que havia acontecido. Neste dia eu percebi que,  ao tomar esta atitude madura, ele se deu conta de sua própria responsabilidade sobre as coisas, já que, mesmo sabendo que eu estava ali ao lado o tempo todo, assumir a verdade a partir de sua própria iniciativa, exigiu dele muita coragem.

Ele estava realmente arrependido de não ter tido mais cuidado com as minhas coisas, e me senti aliviada por não ter me descabelado e ter lhe dado este tempo para criar coragem de se abrir.

Mantenha a sua integridade e se dê o devido valor

Você deu a luz, alimentou e cuidou, o mínimo que seu filho adolescente lhe deve, é respeito. Sendo assim, durante o processo de treinamento que visa eliminar a mentira, mantenha-se íntegra e cumpra a sua função:

  • Vá até o fim com a punição que você estipular. Ele entenderá que você não é de voltar atrás, e por isso preferirá lhe contar a verdade a receber uma punição maior.
  • Não discuta, vocês não têm a mesma idade. Vocês conversaram e você chegou a uma conclusão, agora você fala, ele escuta, e obedece.
  • Não negocie a sua pena. Antes de punir pense bem se você será capaz de seguir com o que foi estabelecido por você mesmo. Alguns pais, no momento da emoção, acabam estabelecendo punições impossíveis de serem cumpridas como, 1 ano sem televisão, meses sem ver os amigos, e o fim do celular ( a não ser quando você precisar falar com ele).

Com estas dicas, o seu filho adolescente verá em você uma pessoa forte, determinada, controlada e justa. Ele te respeitará por isso, não importa o que venha a resmungar pelos cantos da casa, ele não deixará de te amar.

 

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *