7 remédios naturais para combater a enxaqueca

enxaqueca



A enxaqueca atormenta milhares de pessoas no mundo todo, na maioria mulheres. Pessoas que se queixam do problema pelo menos 2 vezes no mês já podem ser incluídas nas estatísticas com os sintomas de enxaqueca crônica. Mas existem remédios naturais que podem combater a enxaqueca e até prevenir o problema. Alguns medicamentos industrializados podem até potencializar as dores de cabeça com o tempo, por não atuarem como preventivos.

Conheça os remédios naturais que podem lhe servir de auxílio se usados de maneira adequada.

7 remédios naturais para combater a enxaqueca

enxaqueca

1. Chá de carrapicho melhora os sintomas da enxaqueca

O carrapicho é uma erva indicada para tratar cólicas, abscessos, diabetes, conjuntivite, dor de dente, espinhas, aftas, dor de garganta, hemorroidas, hipertensão, e dor de cabeça. Possui ação adstringente, anti-inflamatória, e analgésica além de outras propriedades evidenciadas pela Academia de Neurologia Headache Society.

A forma de preparo deste chá é bem simples:

  • 2 litros de água fervente
  • 2 colheres da erva

Leve a água ao fogo até o ponto de fervura. Apague o fogo, acrescente o carrapicho e tampe por alguns minutos para que ocorra a infusão.

2. Reposição de magnésio

Alguns cientistas comprovaram níveis de magnésio inferiores nas pessoas que sofrem de enxaqueca. Para repor este elemento e melhorar o estado doloroso do paciente, o magnésio deve ser administrado de maneira intravenosa. Os resultados têm sido melhores nas mulheres em período menstrual. O magnésio administrado via oral não surtiu efeitos satisfatórios durante o estado doloroso, mas é possível prevenir o transtorno mantendo o nível de magnésio estabilizado através de uma alimentação saudável.

Alguns alimentos são ricos em magnésio, como:

  • Frutas secas
  • Feijão
  • Lentilha
  • Ervilha
  • Chocolate 70% cacau
  • Acelga
  • Mamão
  • Abacate
  • Farelo de trigo

3. Tanaceto previne e combate os males da enxaqueca

A plantinha de nome estranho, Tanaceto, possui a aparência de uma mini margarida. Seus nutrientes são utilizados na composição de suplementos, e ela vem demonstrando sucesso no tratamento da enxaqueca. Seu uso pode ser indicado através da infusão da planta de acordo com  a quantidade recomendada na embalagem.

4. O gengibre possui diversas funções benéficas, inclusive sobre a enxaqueca

O gengibre é uma raiz muito utilizada entre os praticantes da medicina oriental. Trata-se de uma leguminosa com funções benéficas para a nossa saúde, e recomendada também,  para aliviar a enxaqueca.

5. A acupuntura elimina os problemas de enxaqueca

A acupuntura é muito indicada para o tratamento da enxaqueca. Este método atua sobre os pontos meridianos do nosso corpo com a intenção de desbloquear os nós energéticos que causam diversos tipos de doença. Os sintomas podem ser reduzidos logo na primeira sessão, e também atua como um método preventivo.

Leia também: Acupuntura pra enxaqueca

6. Yoga para melhorar os sintomas da enxaqueca

Alguns movimentos praticados pelo método de Yoga podem favorecer o alívio e a prevenção contra a enxaqueca. Eles estimulam o bom funcionamento orgânico do nosso corpo, melhoram a circulação sanguínea e distribuem o oxigênio.

7. A meditação reorganiza as funções neurais e reduz o risco de enxaqueca

Estudos constataram mudanças neurais e funcionais no cérebro das pessoas que praticam meditação. Este dado indica que aqueles que tem a meditação como parte de seus hábitos diários suportam melhor à dor. Desta forma, quanto mais meditação é aplicada mais resistentes se tornam, e sofrem menos com a dor da enxaqueca.

Aproveite todas as dicas e leve um estilo de vida mais saudável e sem dor.

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *