Deixo meu filho na creche ou com a babá?

creche



Depois que os filhos nascem e precisamos voltar a trabalhar surge um sério dilema: ” Deixar meu filho na creche ou contrato uma babá?“. Quando temos a sorte de podermos contar com alguém da própria família para tomar conta de nossos filhos, ao invés de optarmos por procurar uma creche ou babá que correspondam às nossas expectativas, podemos gozar de maior sensação de segurança, porém, nem sempre essa alternativa é a mais viável.

Selecionamos então, os prós e contras de uma creche e serviço de babá, a fim de ajudar os pais a escolher a opção que mais corresponda às suas necessidades.

Creche

Os benefícios da permanência de uma criança num ambiente como o de uma creche, é o desenvolvimento cognitivo e social que passam a desenvolver de maneira natural. Se os profissionais do estabelecimento são capacitados e conscientes, as crianças que frequentarem a creche desenvolverão um senso social e comunitário benéfico para o seu desenvolvimento cognitivo e social. Porém, há maus profissionais nesta área, e por isso é sempre bom contar com a recomendação de amigos ou parentes. Em uma creche as crianças passam horas convivendo com profissionais nem sempre capacitados, e o fato de serem desconhecidos, torna a relação ainda mais complicada, a princípio.

A fase em que o bebê é colocado em uma creche, é exatamente aquela em que os cuidados dos pais são essenciais para o desenvolvimento da “consciência emocional” do bebê. Isto significa que o bebê poderá transbordar emoções contraditórias e confusas pela ausência dos pais. Recentemente, alguns terapeutas (Sue Gerhardt- Folha de São Paulo) têm defendido a possibilidade da criança que frequenta a creche desenvolver atitudes de arrogância, prepotência e egoísmo.

Para evitar esse transtorno, é recomendável que os finais de semana e feriados passem a ser exclusivos entre pais e filhos. Evite levar trabalho para casa nesses dias, e receber visitas ou visitar parentes, sempre que possível.

Dica

  • Ao escolher uma creche capacitada e recomendada por outros pais, tire alguns dias de folga para visitar o estabelecimento.
  • Leve seu filho e, passe algumas horas conhecendo o ambiente e as pessoas responsáveis pelos cuidados com as crianças.
  • Repita a visita à creche por mais alguns dias, e experimente deixar seu filho no local por alguns minutos ou horas, antes de adequá – lo à nova rotina.

Babás

Algumas babás podem ser verdadeiros anjos para nossos filhos, já outras, nem tanto. A vantagem em contratar uma babá para cuidar do bebê ou da criança em casa, está em manter o ambiente familiar que a criança já está acostumada, proporcionando assim, que se construa menos traumas. Para evitar conflitos e inseguranças, dê preferência a profissionais capacitados, evite vizinhas ou pessoas desconhecidas, mesmo que sejam recomendadas. Ter um laço de amizade e confiança com a pessoa escolhida para cuidar de seu bebê, não é “selo de garantia”.

Algumas agências especializadas em disponibilizar serviços de babás, enfermeiras e acompanhantes, podem garantir um melhor atendimento. Ao menos possuem treinamento adequado, e caso haja algum problema a agência tomará as providências necessárias.

Dica

  • Apresente a babá à seus vizinhos, assim, sabendo que a criança estará sob os cuidados de uma outra pessoa, que não sejam os pais, eles eventualmente possam estar atentos à choros intermitentes ou histeria.
  • Fique atenta ao comportamento da criança, irritabilidade, choro estridente, nervosismo ou insônia, indicam que a criança não está aceitando bem a nova rotina, descubra o motivo do transtorno o quanto antes!

Se você mamãe, já teve uma experiência com creches, berçários ou serviços de babá, divida conosco através do comentário!

 

Teka

Redatora e ilustradora de conteúdo para sites na internet. Curiosa, pesquisadora e investigativa. Tinha o sonho de se tornar astronauta. Acredita que um dia encontrará a "arca da aliança" e trocará informações com civilizações avançadas de outros planetas. Casada há 20 anos, mãe de 3 filhos, compartilhando experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *